Fila para leitos de UTI da Covid-19 em Pernambuco tem cerca de 50 pessoas

A fila por um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na rede pública de Pernambuco tem cerca de 50 pessoas, de acordo com dados atualizados nesta quarta-feira (3). A espera já chegou a registrar mais de 300 pacientes. Hoje, a taxa de ocupação de leitos no estado é de 79%, em média. Nas enfermarias, que estão com a fila zerada, o índice é de 68%. Nas UTIs, a ocupação é de 98%.

 

O governo de Pernambuco atingiu, nesta quarta-feira, a marca de 1.539 leitos abertos para pacientes com a Covid-19. Do total de leitos criados, 684 são de terapia intensiva e 855 são de enfermaria. Os leitos estão distribuídos por 19 cidades, sendo 13 no interior do estado.

 

Em coletiva de imprensa online, o secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que já é perceptível o decréscimo da pressão sobre a rede de saúde, inclusive com a diminuição da lista de pacientes que aguardam vaga de terapia intensiva. “Além do sucesso das ações de restrição social, como a quarentena mais rígida; a grande ampliação de leitos foi crucial para conseguirmos atingir esta situação e para que seja possível planejar um retorno das atividades econômicas”, disse.

 

André Longo ressaltou, no entanto, que a reabertura de alguns setores não significa relaxamento da população. “Continuamos trabalhando diuturnamente e ainda temos o compromisso de avançar no processo de ampliação de leitos para garantir a assistência aos pernambucanos”, afirmou.

 

O infectologista Demetrius Montenegro enfatizou, na coletiva, que o uso das máscaras e o distanciamento social precisam continuar no estado. “Estamos vivendo uma nova ordem social. Não voltamos ao que era antes (da pandemia). A normalidade não voltou. O que observamos hoje é que as pessoas estão fazendo aglomerações. Cada um precisa assumir que a vida vai ser diferente durante um tempo”, ressaltou.

 

Novos leitos

 

Ao todo, foram abertos 1.118 leitos, sendo 545 de terapia intensiva, na Região Metropolitana do Recife e 421 vagas dedicadas exclusivamente a pacientes com a Covid-19 em cidades polo do interior, sendo 139 de UTIs e 282 de enfermaria, englobando todas as macrorregiões de Saúde do estado. Na RMR, os leitos estão distribuídos no Recife, em Olinda, Paulista, Jaboatão, Cabo de Santo Agostinho e Moreno.

 

No Agreste, há 142 leitos, sendo 68 de UTI e 74 de enfermaria nos hospitais Mestre Vitalino (Caruaru), Regional do Agreste, Dom Moura e UPAE Garanhuns. No Sertão, há leitos nos hospitais Rui de Barros Correia (Arcoverde), Emília Câmara; Hospam (Serra Talhada); Inácio de Sá (Salgueiro), Santa Maria (Araripina), Neurocardio (Petrolina), Dom Malan (Petrolina), além da UPAE de Petrolina e do Hospital Regional de Ouricuri. Ainda há vagas nas cidades de Palmares (50, sendo 20 de UTI), Limoeiro (30, sendo 20 de UTI), Vitória de Santo Antão (10) e Goiana (68, sendo seis UTI).

 

 

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *