Em reunião com empresários, Camilo diz que volta ao trabalho será definida até domingo

Em vídeo, presidente da Fiec afirma que governador deve se reunir com comitê gestor antes de tomar decisão.

O governador Camilo Santana só deve definir se o decreto de emergência que obriga alguns negócios a suspenderem as atividades e as pessoas ao isolamento social no fim de semana. Domingo é o último dia de validade do decreto, o qual tem incomodado representantes do setor produtivo local, que defendem o retorno das atividades.

A informação foi confirmada pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), Ricardo Cavalcante, em vídeo endereçados aos filiados da Fiec.

“Acabei de sair de uma reunião o governador e os secretários, na qual fizemos todas as colocações dos sindicatos, pertinentes, nas quais a gente precisa voltar à atividade, ao trabalho, desde que essa volta seja de uma forma equilibrada, cuidando das pessoas, dos colaboradores, com muito respeito e dedicação”, declara Cavalcante no vídeo.

O presidente da Fiec contou ainda que a decisão deve ser tomada após reunião do governador com o comitê que gere as operações relacionadas ao novo coronavírus.

“Entre amanhã e domingo, teremos todas essas decisões”, afirmou o industrial, acrescentando que a reunião foi de “um diálogo franco, aberto e com muito equilíbrio”.

Pleitos

Desde o começo da semana representantes da Indústria, do Comércio e Construção Civil endereçam ofícios e cartas ao governador para que o decreto não seja prorrogado.

A possibilidade de extensão do prazo por mais 15 dias, que incomoda o setor produtivo, já foi levantada em decreto no qual Camilo Santana concendeu alguns benefícios fiscais, com extensão de prazos e suspensão de procedimentos.

Na quinta-feira (26), o governador se manifestou no Twitter, afirmando que não agiria “mediante pressão de setor A ou B”.

 

Fonte: www.diariodonordeste.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *