Grandes volumes de chuva sobre o Nordeste

Crateús, no Ceará, registra mais de 100 mm em 24 horas. Áreas de instabilidade provocam mais chuva nos próximos dias.

Muitas áreas de instabilidade continuam se formando sobre o Nordeste do Brasil provocando muita nebulosidade e pancadas de chuva frequentes. A primeira semana do outono tem sido marcada por eventos de chuva forte em vários estados nordestinos.

Segundo o INMET – Instituto Nacional de Meteorologia  – entre 9 horas do dia 24 e 9 horas de 25 de março de 2020, o maior volume de chuva registrado no Brasil foi em Crateús, no Ceará, que acumulou 121,8 mm. Este volume de chuva é considerado tecnicamente muito elevado e, para a região de Crateús, representa quase toda a média de chuva normal para um mês de março que é de aproximadamente 184 mm (INMET 1981-2010)

Os estados de Pernambuco, Maranhão, Piauí, Paraíba e Rio Grande do Norte registraram volumes de chuva acima de 50 mm neste período de 24 horas.

ESTAÇÃO, UF, CHUVA EM 24H (MM):

Crateús(CE)

121,8 mm

Garanhuns(PE)

85,4 mm

Arcoverde(PE)

78,7 mm

Imperatriz(MA)

75,6 mm

Arco Verde(PE)

75,6 mm

Itaporanga(PB)

70,6 mm

Valença do Piauí(PI)

62,0 mm

Arq.São Pedro E São Paulo(RN)

59,8 mm

Carolina(MA)

54,8 mm

Mais chuva

A presença da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT)  ajuda a manter as áreas de instabilidade sobre o Nordeste nos próximos dias.

Até a sexta-feira, 27 de março, o sul da Bahia vai secando e as fica sem chuva. Mas as outras áreas do Nordeste vão continuar tendo muita nebulosidade e condições para pancadas de chuva, que podem ser moderadas a fortes.

No próximo fim de semana,  uma massa de ar seco começa a se expandir sobre a Bahia e as condições para chuva diminuem neste estado.

 

 

Fonte: www.terra.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *