A dor de uma mãe é algo que não se pode medir. “Ele matou minha filha e fez a gente de refém. Disse que já tinha matado a ex-mulher e dois primos dela na mesma hora”. Estas foram as palavras de Maria de Fátima de Souza.

Ela é mãe de Patrícia Maria de Souza, que foi brutalmente assassinada pelo seu companheiro Vanduir Ferreira de 52 anos,  o qual tinha fugido de Petrolina para a cidade de São José do Jacuípe, na região de Capim Grosso, no norte da Bahia. O crime aconteceu em 29 de maio deste ano.

“As filhas dizem que ele é um monstro”, disse Maria de Fátima, que dividiu comigo e o repórter Wanderley Alves, a entrevista entre fala e choro emocionado. Ela falou com exclusividade em meu programa na Rádio Rural FM.

Apesar de estar com medida protetiva, Patrícia Maria de Souza, de 31 anos, foi assassinada com várias facadas dentro da própria casa, na Rua Tchecoslováquia, bairro Areia Branca, zona leste da cidade. O júri popular em que Vanduir Ferreira é julgado está acontecendo no Fórum Dr.Souza Filho, Centro de Petrolina com a presença de familiares e amigos da vítima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here