Mais uma serra-talhadense foi alvo de estelionatários no início do mês de agosto. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil da cidade nesse domingo (18) após a vítima acreditar em um golpe de falso sequestro e depositar cerca de R$ 16 mil em contas de estelionatários.

Uma costureira, de 37 anos, moradora do bairro Bom Jesus, recebeu uma mensagem via WhatsApp no dia 3 de agosto informando que seu filho teria sido sequestrado em São Paulo, onde mora.

Os golpistas ainda enviaram fotos simulando o sequestro com um jovem amarrado, o rosto coberto e diversas armas apontadas para sua cabeça.

Os criminosos afirmaram que se a vítima não depositasse dinheiro em uma conta ofertada por eles, a mãe receberia o seu filho em casa cortado em pedaços e guardado em uma caixa.

Desesperada com as mensagens, a mulher realizou três depósitos em uma conta fornecida pelos golpistas. Só então, ela conseguiu entrar em contato com o filho e descobrir que não passava de uma fraude para conseguir dinheiro.

A costureira apontou e nomeou para a Polícia Civil local três suspeitos, e ainda nomeou dois deles. O caso segue em investigação pela DP local. Até o fechamento desta edição ninguém foi preso.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here