Um bebê de sete meses faleceu, no último sábado (17), em Taquaritinga do Norte, no Agreste, e a suspeita é de que a morte tenha sido causada pelo sarampo, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. A SES informou também que a Vigilância Epidemiológica da IV Gerência Regional de Saúde e do nível central da SES estão investigando o caso e vão encaminhar amostras laboratoriais da criança para análise para confirmar ou descartar a hipótese de sarampo.

Diante do cenário epidemiológico para a doença em Pernambuco, a SES adicionou ao Programa Estadual de Imunização a vacinação de crianças de seis meses a menores de um ano que moram nos municípios do Recife, Paulista, Bezerros, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Taquaritinga do Norte, Vertentes, Frei Miguelinho e Salgueiro. A escolha das cidades leva em consideração os casos já confirmados (2 no Recife e 2 em Caruaru) e os em investigação na rotina do estado de Pernambuco. A vacina é gratuita.

“Essa será considerada uma dose extra, sendo necessário seguir com o esquema normal a partir dos 12 meses, quando a criança deve ser imunizada novamente, com um reforço aos 15 meses”, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo. Além disso, de acordo com orientação do Ministério da Saúde, também devem ser vacinadas, com, no mínimo, 15 dias de antecedência, crianças entre 6 meses e menores de 1 ano que irão viajar para municípios de outros Estados com transmissão ativa da enfermidade, como São Paulo, Rio de Janeiro e Pará. Nesses casos também será necessário seguir o esquema de vacinação normal a partir dos 12 meses.

Casos

Pernambuco registra, até o momento, a confirmação de quatro casos de sarampo. Na última quinta-feira (15), a Fiocruz Rio de Janeiro libertou a confirmação laboratorial de quatro casos da doença. As ocorrências são relacionadas a três viajantes que participaram de uma excursão para Porto Seguro entre o final de junho e início de julho, além de um contato deste grupo. Das confirmações, dois residem no Recife e dois em Caruaru.

Além da confirmação destes quatro casos, há cinco notificações relacionadas à mesma viagem, sendo uma do Recife, uma de Olinda, duas de Bezerros e uma de Jaboatão dos Guararapes, que continuam em investigação pelo laboratório que é referência nacional para a doença. Todos os casos estão conectados a um monitor da viagem, residente em São Paulo, que teve contato com o grupo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here