O estado de Pernambuco teve 316 homicídios no mês de março, número 14,36% menor que os 369 assassinatos registrados pelo governo estadual no mesmo período de 2018. Os dados foram divulgados, nesta segunda-feira (15), pela Secretaria de Defesa Social.

Nos três primeiros meses do ano, foram 896 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), o que representa uma redução de 27,56% em comparação com o mesmo período de 2018, quando foram registrados 1.237 assassinatos.

Do total de mortes violentas do mês de março, 3 foram consideradas feiminicídio pelo governo estadual. Os feiminicídios são os casos de mulheres mortas em crimes de ódio motivados pela condição de gênero, como aqueles em que as vítimas são assassinadas pelo companheiro. Ao todo, de 1º de janeiro a 31 de março, foram 15 crimes do tipo computados.

O tráfico de drogas e outras atividades criminosas representam a principal origem dos homicídios do estado, sendo mais de 70% dos crimes, segundo o governo. Os conflitos na comunidade representam 48 dos assassinatos, enquanto conflitos afetivos e familiares tiveram relação com 12 homicídios. Das mortes, seis foram por latrocínio, ou seja, roubo seguido por morte.

Em março de 2019, 94 municípios pernambucanos, além do distrito de Fernando de Noronha, não registraram nenhum homicídio.

Trimestre por região

Segundo o governo, a região em que houve maior redução percentual no número de homicídios no primeiro trimestre do ano foi a Zona da Mata, onde foram registradas 170 mortes violentas neste ano, total 31,73% menor que os 249 do ano anterior.

Já na Região Metropolitana do Recife, excluindo a capital, foram 256 mortes violentas, contra 373 em 2018. Somente na capital pernambucana, foram assassinadas 141 pessoas nos três primeiros meses do ano. Em 2018, foram 168.

No Sertão do estado, o número de mortes caiu de 137 para 96, enquanto no Agreste, foram de 310 para 233 no começo deste ano.

Roubos

O estado registrou 7.649 roubos em março deste ano, de acordo com a Secretaria de Defesa Social. Os números apontam redução de 12,55% com relação ao mesmo mês de 2018, quando foram contabilizados 8.747 Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), que englobam roubos a pedestres, residências, estabelecimentos, ônibus e bancos.

Por Zito Santos – Jornalista 6276 SC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here