A Polícia Civil de Pernambuco investiga a morte de uma mulher de 29 anos, que teve complicações horas depois de dar a luz à uma menina na Clínica Santa Ana, em Paulista, no Grande Recife. Após o parto, Fernanda Guedes Nascimento passou mal e precisou voltar para a sala de cirurgia, onde faleceu. Nesta quinta-feira (6), a Prefeitura de Paulista informou parte da clínica foi interditada.

A família de Fernanda aponta que quer esclarecimentos sobre as circunstâncias da morte, para entender se houve negligência médica ou não. Por isso, acionaram a polícia.

“Em momento nenhum eu desconfiei da competência dos médicos, nem os acusei de negligência. Mas eu quero explicações, quero entender o que aconteceu lá, se foi erro deles ou não. Sei que minha esposa não volta, mas se foi negligência deles, é preciso evitar que outras famílias passem pela mesma dor”, afirma o empresário Willian Alves, de 32 anos.

Segundo a Secretaria de Saúde do Paulista, a clínica havia sido notificada dez dias antes por problemas na estrutura física e na documentação. Medicamentos fora da validade também haviam sido recolhidos do local, na ocasião. Prazo para regularização era na sexta-feira (7).

Após a morte de Fernanda, na quarta (5), o bloco cirúrgico da clínica foi interditado pela prefeitura e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here