Em outubro deste ano, Pernambuco registrou 6.968 Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), o que equivale a uma média diária de 224,7 casos desse tipo de ação criminosa, que inclui desde roubos de veículos, cargas e celulares até assaltos a ônibus. Divulgado pelo governo nesta terça (13), esse total de roubos representa uma redução de 22,3% em comparação com

Do Diário de PE

A intenção do banco é retomar os financiamentos em 2019, quando o programa receberá um novo aporte. A Caixa ressaltou que, no total, o programa Minha Casa Minha Vida recebeu este ano R$ 57,4 bilhões. Até o momento, informa a instituição, foram contratados 4,7 milhões de unidades habitacionais.

O fim do dinheiro para o programa não chega a surpreender. O governo vinha desde o início do ano enfrentando dificuldades para reforçar o orçamento do programa. E contava com medidas cujo efeito no caixa ficaram aquém do estimado pela área econômica, como a reoneração da folha. Diante das dificuldades, a decisão tomada este ano foi priorizar os financiamentos na faixa 1,5, já que na faixa 1 os subsídios são maiores e, portanto, é maior a necessidade de recursos orçamentários.

Na faixa 1,5, os financiamentos são concedidos pelo prazo de 30 anos, a juros de 5%. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) financia 90% do valor do imóvel, e o Tesouro banca os 10% restantes. Na faixa 1, a parcela bancada pelo governo é bem maior. O mutuário não paga juros. A prestação é de no máximo R$ 270,00 por mês e o financiamento dura dez anos.

o mesmo período de 2017, quando foram notificados 8.970 casos.

De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), outubro é o 14º mês seguido com diminuição no número de CVPs em Pernambuco. Nos primeiros dez meses deste ano, foram registradas 79.771 queixas de roubo, enquanto o mesmo período de 2017 teve 104.043 casos, o que corresponde a uma redução de 23,32%. A queda ocorreu em todas as mesorregiões do estado, segundo o governo.

No Recife, o recuo foi de 11,3%. A capital pernambucana teve 2.528 casos em outubro deste ano, contra 2.850 casos no mesmo mês de 2017. Nas outras cidades da Região Metropolitana, o decréscimo foi de 20,35%, saindo de 2.698 para 2.149, tendo o mesmo período de comparação.

O Sertão pernambucano teve a maior diminuição registrada no estado, saindo de 539 queixas em outubro de 2017 para 340 casos em outubro deste ano, uma redução de 36,92%. No Agreste, o número caiu de 1.702 para 1.088, com queda de 36,08%. A Zona da Mata teve um recuo de 26,93%, saindo de 1.181 crimes para 863 registros de CVPs.

Ônibus e bancos

Houve aumento de 13,63% nos roubos a ônibus em outubro deste ano, quando foram registradas 75 ocorrências, contra 66 no mesmo mês do ano passado. No 10º mês deste ano, 39 pessoas foram presas por roubar passageiros e funcionários em transportes coletivos. Nos dez primeiros meses de 2018, houve diminuição de 41% nos roubos a coletivos, já que, em 2018, foram notificados 756 casos, contra 1.275 denúncias no mesmo período de 2017.

Também houve aumento no número de roubos a bancos e carros-fortes em Pernambuco em outubro, com cinco casos neste ano e três em 2017, o que equivale a 66,66% de acréscimo. Nos primeiros dez meses de 2018, houve 59 casos, uma queda de 27% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 81 ocorrências. Dez pessoas foram presas por esse tipo de crime, em outubro deste ano, e 82, desde janeiro de 2018.

Celulares e cargas

Com relação a roubos de celulares em outubro deste ano, Pernambuco teve 2.710 ocorrências, uma queda de 26% em relação aos 3.686 casos notificados no mesmo mês de 2017. No acumulado deste ano, foi registrada uma diminuição de 28% diante da notificação de 41.872 ocorrências nos primeiros dez meses de 2017 contra 30.298 casos registrados no referido período deste ano.

Em outubro de 2018, o programa Alerta Celular contribuiu para a recuperação de 543 aparelhos, 360% a mais que o número de recuperados no mesmo mês de 2017. Desde que foi criado, em março de 2017, o programa da SDS ajudou a recuperar 5.097 telefones.

Os roubos de veículos e cargas também caíram em outubro deste ano, com 1.116 ocorrências. O quantitativo de queixas teve uma redução de 27,06% em relação a outubro do ano passado, quando ocorreram 1.530 casos. Quanto às cargas roubadas, o número de registros reduziu 41% em outubro de 2018, quando foram notificadas 33 ocorrências, contra 56 em outubro de 2017.Farol de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here