Os deputados estaduais Odacy Amorim (PT) e Lucas Ramos (PSB), representantes de Petrolina na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), ajudaram a aprovar na noite de ontem (30) o polêmico projeto enviado pelo governador Paulo Câmara, que propõe a extinção da Delegacia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp). Os dois parlamentares assinaram embaixo pelo fim da chamada ‘delegacia anticorrupção’, responsável pela investigação de desvio de verbas públicas e que comandou operações que resultaram na prisão de políticos e empresários. O Projeto de Lei, votado em caráter de urgência, recebeu 36 votos favoráveis e quatro contrários.

A decisão foi duramente criticada por entidades como Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Associação dos Delegados de Polícia de Pernambuco (Adeppe) e Fórum Permanente de Combate à Corrupção no Estado de Pernambuco (Focco/PE). Em nota à imprensa, a OAB afirmou que a iniciativa “pode trazer prejuízos irreparáveis à eficiência das medidas adotadas no combate aos crimes que vitimam a administração pública”.

A deputada Priscila Krause (DEM) foi uma das poucas vozes a se posicionar contra. A democrata afirmou que a medida do governador Paulo Câmara enfraquece o combate à corrupção. “Não fortalece porque pulveriza, tira da especialidade e coloca no genérico. O crime de colarinho branco é muito sutil. Ninguém vai numa delegacia denunciar uma fraude em licitação. E vamos jogar tudo num balaio só. É como se você colocasse um cirurgião geral pra fazer uma cirurgia neurológica. Não tem como dar certo. É um projeto que claramente tenta burlar a Lei de Responsabilidade Fiscal”, afirmou.

Após o voto favorável pelo fim da delegacia anticorrupção, os deputados Odacy Amorim e Lucas Ramos silenciaram sobre o tema.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here